Quando não se acorda num dia bom

Hoje não estou num dia nada bom.
Hoje eu estou naquele dia em que não estou cansada, mas também não estou com vontade de fazer alguma coisa...
Se vou a esquina ou ao super mercado é para passar aquela sensação ridícula, de que a vida está passando e eu não estou vivendo como deveria.
Então, eu passo o dia inteiro assistindo filmes e todos eles me fazem chorar. E aí vem aquela imensa necessidade de conversar com alguém. Eu não sei nem sobre o que quero falar, mas eu preciso conversar com alguém.
Desculpe família, mas vocês, infelizmente, não são as pessoas mais indicadas para isso no momento...
Na agenda do celular, não tem ninguém que eu tenha certeza que esteja disponível o bastante para conversar comigo. É, eu sei. É aquele complexo enorme de posse que possuo, que faz com que, até as pessoas se entreguem a mim numa conversa,virtualmente, de dois minutos.
Cadê aquela arma de durona, de "eu me basto" ?!
Sinceramente?! Acho que ela está de folga. Sinto que amanhã ela estará comigo de novo... Ta bom! E o que a gente faz hoje ?!
Aquela babaquice de querer alguém comigo, jogando damas e mesmo perdendo dizendo que me ama ( pera lá, tô triste, mas mesmo assim quero ganhar. Pelo menos no jogo).
Sinto-me ansiosa, e só quem sabe o que é ser diagnosticada com essa droga de ansiedade, sabe do que eu estou falando.
Então prefiro dormir. Durmo o dia inteiro, sonho todas as vezes que eu durmo. E quando acordo ?! Acordo triste, querendo ver alguém, falar com alguém e eu ainda nem sei exatamente o que eu quero falar.
E é aí que volto para os filmes...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

E pra quem diz que não entende as mulheres...

Menina

Carta ao meu mais novo namorado