Festa junina


Preciso confessar,

sou diferente de todas as minhas amigas, principalmente por morar numa cidade litorânea. 

Enquanto todas as pessoas preparam o corpo pra expôr nas praias, da cidade e aos redores, eu estou me preparando para o inverno.

E nada melhor que os trajes que essa época trás. 

Junho e julho me lembram festas. E como eu amo essas festas! Não podendo nos deixar esquecer dos trajes...

Costumo brincar que todas as pessoas seriam mais felizes se usassem roupa caipira todos os dias: vestido rodado, colorido, calças remendadas, camisa quadriculada, bota... 

Sem contar nas comidas: cocada, canjica, os bolos de fubá... 

Não que você não possa degustar disso ao longo de todo ano, mas nada se compara a uma boa festa: bandeirolas, fogueiras enormes, Sem contar com os estandartes dos santos responsáveis por essa festa: São João, Santo Antônio e São Pedro.

Ah, e as danças!

Dança ensaiada, o xote do fim de festa! 
Sem contar que o melhor da festa é esperar por ela. Pode até ser cansativo, mas quando junta todo mundo com o mesmo objetivo, o esforço é mais que prazeroso. 

Nessas horas é que eu concordo que Campos dos Goytacazes é roça, como falam... Mas se o povo da cidade soubesse como essa roça é boa... 







Comentários

Mensagens populares deste blogue

E pra quem diz que não entende as mulheres...

Menina

Não sei a causa de tamanha falta de consideração com o que sente